segunda-feira, dezembro 24, 2007

Operários do Natal - Ainda uma Lembrança, 31 Anos Depois

Em tempo de Natal, uma recordação com trinta e um anos: o LP "Operários do Natal", de 1976. Editado pela Toma Lá Disco, este disco pode ser visto como um "Só Nós Três" destinado às crianças, já que contava com as vozes de Carlos Mendes, Fernando Tordo e Paulo de Carvalho - autores também de todas as músicas, cabendo os textos à dupla José Carlos Ary dos Santos e Joaquim Pessoa. Pretendendo mostrar as várias profissões ligadas ao Natal, o disco abre e fecha com dois temas antológicos, "Os Pais" e "Os Amigos". Sem se tratar de profissões propriamente ditas, são a base de tudo, e entre elas desfilam os carteiros, os palhaços, os vendedores, o lenhador (nada politicamente correcto), a costureira (hoje já não tanto...) e o pasteleiro. Apesar de pontualmente marcado pela época pós-25 de Abril, raras vezes o público infantil foi tratado com tanta dignidade e enlevo como neste disco.
Entre os restantes músicos e convidados, surgem os nomes de Júlio César, Ana Bola, Zé da Ponte, Fernando Fallé e José Luís Simões. Este último, ex-integrantre do Thilo's Combo, é autor dos arranjos de quatro dos temas, ficando os dos outros quatro nas mãos experientes de Joaquim Luiz Gomes - uma das figuras vivas mais importantes da história da música portuguesa no século XX.
Infelizmente, este disco continua esquecido na memória do vinil, pelo que com a recente vaga de interesse na música portuguesa de antanho não seria de todo descabido pensar-se na sua reedição! Até lá, um bom Natal, com boa música, para todos!

Etiquetas: , ,


Comments:
Olá, amigo.

Este disco vai ser reeditado?

Pelas palavras lembrou-me o Cantigas de Ida e Volta. Aliás, que se passou com este disco (Orfeu, 1975) para estar completamente ausente da biografia Retrovisor, sobre o Godinho?

Perguntemos ao nuno Galopim. E ao Sérgio também, pois nenhum deles se lembrou do disco. E até é um bom disco.

Qual é a tua opinião, João Carlos?
;)
 
Tanto quanto eu saiba, não, infelizmente... O "Cantigas de Ida e Volta" é também um excelente disco, concordo inteiramente, e bem merecia uma segunda vida em suporte digital. Quanto a não vir na biografia do Sérgio Godinho, penso que possa ter a ver com o facto de o Nuno Galopim não ter incluído nos anexos os discos de outros onde o Sérgio Godinho participa.
 
Pois, mas eu acho que foi uma falha grave, porque não penso que se trata de uma mera participação. Como sabes, no disco o Sérgio tem um grande peso, sendo que é quem canta em mais canções...

Enfim...

Olha, por acaso já viste o que publiquei, em comentário, no Do Tempo do Vinil?
Sabes de alguma coisa?
Era mesmo bom que fosse verdade, mas não ver nada escrito sobre isso, está a colocar-me dúvidas sobre se será ou não...
 
Por4 acaso, fiz um conjunto de ilustrações para a canção do P Carvalho, ( acerca do lenhado r que ia buscar a árvore de Natal para a casa rica). Interpretada para um programa de Natal na RTP. Nunca mais apanhei a música, embora conserve os desenhos originais. M P
 
Pois, a música deste disco continua arredada dos suportes digitais... E é uma pena...
 
Eu tenho este disco, é um dos tesouros da minha infância (nasci em 1973). É claro que agora já não dá para ouvi-lo (não tenho gira-discos) e de qualquer forma teria um medo patológico de o riscar. Mas recordo-me de cabeça de algumas das suas músicas, mesmo passados estes anos todos.
 
Obrigado pela visita. O disco bem merecia uma reedição...
 
Vinha exactamente à procura dele, escrevi 'profissões de natal' e vim parar aqui. Com a capa fiquei logo arrepiado depois o título e estas palavras. Perfeito, há memórias que são de muitos nós. Nasci em 72 e cresci com este disco no chão da sala, todos os natais lá rodava mais um pouco. Gostava de o ouvir para recordar, vou procurar...

Cumprimentos
 
Infelizmente, o disco continua por reeditar... Obrigado pela visita!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?