sábado, março 11, 2006

Simone - Os Primeiros Passos (3)

Após ter perdido a voz, em 1969, Simone de Oliveira passa a trabalhar na rádio e só em 1972 volta ao mundo da canção. Curiosamente, fê-lo pela mão de José Cid e do Quarteto 1111, confirmando a sua vontade de mudança de repertório.

Em Novembro de 1972, data da publicação deste disco, o Quarteto 1111 era constituído por José Cid, António Moniz Pereira, Tozé Brito e Michel, e encontrava-se sem novos lançamentos no mercado desde o Verão do ano anterior. Esse compasso de espera terminou com Sabor a Povo, um single que quer no tema-título quer em Uma Nova Maneira de Encarar o Mundo anunciava já o som dos Green Windows. No entanto, as colaborações com outros artistas abundavam, como é o caso do disco de Simone que dá o mote a este texto, e nos mesmos dias em que é lançado o EP Glória, Glória Aleluia, são também editados trabalhos onde José Cid intervém ao nível da direcção musical - um EP de Vittorio Santos - e da composição - curiosamente, um single com a versão de Tonicha para Glória, Glória, Aleluia, que a cantora levou ao Festival Ibero-Americano de Madrid.

O disco de regresso de Simone conta assim com duas canções já divulgadas anteriormente - o tema-título e Retrospectiva, uma melancólica balada que fora editada no EP Camarada, de José Cid, nesse mesmo ano de 1972 - e com uma original, Hino do Amor. Não sendo um trabalho ousado a nível de arranjos musicais - nem tal se pretenderia, aliás - estamos perante um sólido conjunto de canções a que Simone de Oliveira oferece a sua voz agora quente e densa e em que chegamos a ter momentos de rock bem interessantes - precisamente em Hino do Amor, em que o grupo não deixa os seus talentos por mãos alheias.

1972
Decca / Valentim de Carvalho
PEP 1422

1. Glória, Glória Aleluia
(José Cid)
2. Hino do Amor
(José Cid)
3. Retrospectiva
(José Cid)

Simone de Oliveira (voz)
Quarteto 1111 (acompanhamento)

Etiquetas: , ,


Comments:
Parece que em Vilar de Mouros o Q1111 tocou um tema em inglês chamado "Glory Halelluhaj". Será versão deste tema? Também li em qualquer lado uma informação sobre um estrangeiro que tinha feito uma versão deste tema, acho que o nome era Dan Hill. Alguém confirma?
 
Pelo que sei, o tema que o Quarteto 1111 tocou no Festival de Vilar de Mouros de 1971 foi o conhecido espiritual negro homónimo, "Glory, Glory, Hallelujah". Podes ver a letra aqui: http://www.negrospirituals.com/news-song/glory_glory_hallelujah.htm

Possivelmente, terá sido este momento que fez José Cid escrever o tema "Glória, Glória, Aleluia". Quanto à versão de Dan Hill, desconheço - será o Dan Hill, orquestrador sul-africano, ou o Dan Hill, cantor e compositor soul/r&b canadiano? Gostava de saber mais, se tiveres dados.
 
Parece que o nome é Vince Hill e não Dan Hill.
 
Vince Hill, o "crooner", tem de facto uma canção chamada "Glory Hallelujah", mas não consegui confirmar se é a mesma. Onde viste a informação?
 
Eu sabia que tinha lido em qualquer lado:

http://www.geocities.com/vilardemouros1971/fotos/greenwindows2.jpg
 
Ir à página http://www.geocities.com/vilardemouros1971 procurar por bandas/Quarteto 1111 e clicar na contracapa do single dos Green Windows

(...)vilardemouros1971/fotos/greenwindows2.jpg
 
Obrigado pelas indicações, só hoje vi o teu comentário. É verdade, tinha-me esquecido dessa referência na contracapa do "Vinte Anos". No entanto, nunca vi mais nenhuma informação sobre essa gravação, nem em que disco ela se encontra. O site do cantor - http://www.vincehill.co.uk/ - não tem ainda a discografia disponível...

Obrigado mais uma vez!
 
Quem escreveu o Glória Glória Aleluia foi José Carlos Ary dos Santos.
 
O José Carlos Ary dos Santos tem um poema de nome "Aleluia", musicado pelo Hugo Maia de Loureiro, mas não tem relação com o "Glória, Glória, Aleluia" do José Cid. Será daí a confusão?
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?